A Indústria do Turismo e a apropriação e exploração de identidades locais: o caso “Favela Tour”

Tema:
A Indústria do Turismo e a apropriação e exploração de identidades locais: o caso “Favela Tour”
Autor:
Marcela Araujo
Orientador:
Prof. Wallace de Deus Barbosa
Instituição:
UFF
Ano:
2013

 

Resumo

O presente trabalho analisa a Indústria do Turismo como instrumento não só de exploração das identidades culturais locais, mas também em seu aspecto “criador” de identidades, já que o mesmo tem o poder tanto de colocar em evidência quanto de ocultar determinados aspectos da cultura local.
A fim de propor uma discussão mais clara sobre o tema, o trabalho propõe a analise desses aspectos através de um estudo de caso, o “Favela Tour”, na cidade do Rio de Janeiro, que atrai milhões de turistas anualmente.
O turismo na Favela vem se tornando aos poucos, mais uma marca, um objeto de merchandising, quando pensamos nos atrativos turísticos da cidade do Rio de Janeiro, o “Favela Tour” já leva cerca de três mil turistas por mês somente à Rocinha, favela localizada na zona sul carioca. Portanto é importante pautar a discussão acerca das relações estabelecidas, dos benefícios e problemas gerados a sua volta, atentar para as disparidades locais onde muitas vezes a paisagem exuberante e as relações humanas que incluem a pobreza se tornam aspectos de um mesmo “cenário” em contraposição a uma realidade onde as disparidades sociais são gritantes.
A discussão proposta girará em torno do “Favela Tour”, que transforma a favela carioca em cenário turístico, onde, o objeto principal explorado, não se encontra nas paisagens paradisíacas e sim no fator humano, nas relações com o espaço, com o social e na identidade da cultura local.