CAPOEIRA: da produção de subjetividade às políticas culturais

CAPOEIRA: da produção de subjetividade às políticas culturais

Comentários desativados em CAPOEIRA: da produção de subjetividade às políticas culturais

Estruturada em duas etapas, a presente investigação propõe uma abordagem teórica do estágio atual do capitalismo reconhecendo a centralidade da subjetividade nos seus processos de acumulação e reprodução. Se há um domínio sem precedentes do capital sobre a vida, há também novas formas de resistir e divergir dos seus valores dominantes. Esse trabalho investiga a possibilidade da capoeira constituir-se como espaço de resistência e produção de subjetividades alternativas às produzidas pelo capitalismo.

QUEM É DO MÉIER NÃO BOBÉIER.

QUEM É DO MÉIER NÃO BOBÉIER.

Comentários desativados em QUEM É DO MÉIER NÃO BOBÉIER.

Análise da política de gestão do Imperator – Centro Cultural João Nogueira, a partir da territorialidade e da construção de identidades no Méier.

Uma visão sobre o campo da cultura: políticas públicas culturais e educacionais no Brasil Contemporâneo

Uma visão sobre o campo da cultura: políticas públicas culturais e educacionais no Brasil Contemporâneo

Comentários desativados em Uma visão sobre o campo da cultura: políticas públicas culturais e educacionais no Brasil Contemporâneo

O presente trabalho tem por finalidade analisar a relação entre política educacional e política cultural no Brasil Republicano Contemporâneo. Sabendo das limitações da composição de um trabalho como este, tentei expor nas próximas páginas algumas questões que pudessem contribuir para amarrar a minha reflexão em relação as leituras e vivências na academia durante o período em que cursei as disciplinas para obter o grau de bacharel. Espero ter, pelo menos em parte, alcançado tais objetivos.

Todos os Direitos Desviados: as possibilidades de licenciamento dos bens culturais no Capitalismo Cognitivo

Todos os Direitos Desviados: as possibilidades de licenciamento dos bens culturais no Capitalismo Cognitivo

Comentários desativados em Todos os Direitos Desviados: as possibilidades de licenciamento dos bens culturais no Capitalismo Cognitivo

Em um contexto de aceleradas mudanças nas dinâmicas da produção cultural, o presente trabalho se propõe a investigar o movimento de capturas e resistências de novas práticas culturais que emergem no campo da Cultura Digital. O processo de digitalização dos bens culturais, que passam a não depender mais dos suportes físicos tradicionais de distribuição, desencadeia uma reconfiguração dos parâmetros de sua valoração, bem como da relação habitual que estabelecemos com sua fruição que, em processo de reconfiguração, ora se distancia e ora se aproxima dos preceitos de mercado e dos interesses do capital. A análise propõe como recorte as novas formas de licenciamento dos bens culturais, a saber: as licenças copyleft e as licenças copyfarleft. Para isso, o estudo se inicia por uma revisão teórica dos conceitos que orbitam em torno do capitalismo cognitivo, seguindo para um caminho que pretende elucidar as origens imediatas da formulação dessas novas licenças, para então analisar de que forma elas se aproximam ou se distanciam de uma postura de transformação frente a uma cultura de mercado.

Metodologia PMBOK: uma opção para a gestão do Projeto Cultural

Metodologia PMBOK: uma opção para a gestão do Projeto Cultural

Comentários desativados em Metodologia PMBOK: uma opção para a gestão do Projeto Cultural

O objetivo deste estudo é apontar um caminho para a gestão de projetos culturais, utilizando a metodologia adotada pela profissão de Gestão de Projetos, o PMBOK – Project Management Body of Knowledge. Para que cada ponto seja elucidado, faremos uma breve trajetória da administração geral, até o surgimento da gestão. No caso cultural, faremos um apanhado do caso específico da administração cultural no Brasil.

Produtor Cultural em formação: tipologia da Graduação e campo profissional no Brasil

Produtor Cultural em formação: tipologia da Graduação e campo profissional no Brasil

1 comentário em Produtor Cultural em formação: tipologia da Graduação e campo profissional no Brasil

Vemos aumentar cada vez mais o número de pesquisas, seminários, congressos, encontros e pesquisadores tratando sobre a formação e capacitação da área cultural no Brasil. Atualmente o país conta com três tipos de graduação na área: tecnólogos, habilitações e bacharelados. A pesquisa se propõe a analisar quais são as diferenças entre essa tipologia existente, quais são as demandas por esse profissional e como está o cenário atual na área. O foco do estudo foi direcionado à região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro por possuir os três diferentes tipos de graduação existentes no Brasil. Podemos observar que diversas questões são comuns aos cursos e as respostas para essas questões também são parecidas.
Vimos que boa parte das possíveis soluções que encontramos para os
questionamentos que aparecem em nossa pesquisa perpassam pela união dos atores envolvidos na área e pela busca de cada profissional em sua área específica de interesse.

A indústria cultural e os fãs da Saga Crepúsculo: A convergência de interesses no universo midiático contemporâneo

A indústria cultural e os fãs da Saga Crepúsculo: A convergência de interesses no universo midiático contemporâneo

Comentários desativados em A indústria cultural e os fãs da Saga Crepúsculo: A convergência de interesses no universo midiático contemporâneo

O conceito de fã vem sendo revisitado pela academia há décadas. Transita, de um lado, por imagens estigmatizadas – marcadas por estereótipos – e, por outro, por apreciações mais produtivas, nas quais os fãs são considerados como consumidores ativos. Ou seja, sob essa perspectiva os fãs estão interagindo com os produtos de diversas formas. Devido à rede mundial de computadores, as atuações dos fãs estão ganhando visibilidade e, consequentemente, trazendo preocupações e novos questionamentos para a indústria cultural.
Sabe-se que a relação entre a indústria cultural e os fãs sempre foi complexa, composta por interesses e determinada por ações enérgicas e proibitivas das empresas. Porém, a partir da atual conjuntura, na qual os fãs não aceitam passivamente posições impostas pelas empresas, propõe-se que as relações estão sendo reavaliadas e, logo, sendo modificadas. Acredita-se que as relações estão caminhando para ações colaborativas. A partir dessas reflexões, esta pesquisa percorre os conceitos – especialmente, os de fã e indústria cultural – e relata as mudanças e interesses embutidos nas relações. Como forma de embasar as ideias aqui propostas, investiga-se a relação dos fãs sites de maior visibilidade na comunidade de fãs da Saga Crepúsculo – Foforks, Twilight Brasil, Twilight Moms e Twilighters – e as empresas envolvidas com produtos da Saga no Brasil – Intrínseca, Paris Filmes e Telecine.

Cidadania Cultural: proposta de construção de Políticas Públicas Culturais no Plano Nacional de Cultura

Cidadania Cultural: proposta de construção de Políticas Públicas Culturais no Plano Nacional de Cultura

Comentários desativados em Cidadania Cultural: proposta de construção de Políticas Públicas Culturais no Plano Nacional de Cultura

A pesquisa aborda o tema da cidadania cultural e dos conceitos imbricados ao termo para contextualizar o desenvolvimento das políticas públicas culturais no Brasil dos anos 2000 a 2012. O processo de construção do Plano Nacional de Cultura (PNC), desde a Proposta de Emenda (PEC) n°36/2000 que o instituiu, até o lançamento das Metas do Plano Nacional de Cultura, nosso objeto de análise, foram de essencial importância para o desenvolvimento da pesquisa. Na contextualização e análise da política pública em questão buscou-se identificar os princípios do conceito de cidadania cultural, acesso e participação, conceitos que são abordados em Declarações e Pactos que promovem os direitos do homem, sendo importante destacar que o principal direito cultural declarado consiste na livre participação na vida cultural.

Ações para a ampliação do acesso à cultura: o exercício da democratização da cultura nos editais de seleção pública de projetos

Ações para a ampliação do acesso à cultura: o exercício da democratização da cultura nos editais de seleção pública de projetos

Comentários desativados em Ações para a ampliação do acesso à cultura: o exercício da democratização da cultura nos editais de seleção pública de projetos

O presente trabalho tem como objetivo discutir o acesso à cultura no Brasil, fazendo um recorte para as ações de democratização da cultura exigidas nas seleções públicas de projetos culturais. Para isso, pretende-se levantar um breve panorama das políticas culturais no país e suas ações para a construção de uma democracia cultural. Será realizado um estudo dos editais de cultura e da exigência por contrapartidas sociais nos textos dos mesmos, problematizando os resultados efetivos dessa prática. Para aprofundar a análise, será realizado um estudo de caso do projeto “A borralheira, uma opereta Brasileira” que foi contemplado pelo edital de cultura das empresas Eletrobrás e pelo edital do Fundo de Apoio ao Teatro – FATE da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.