O Quilombo de Candeia nos tempos idos de 2014

O Quilombo de Candeia nos tempos idos de 2014

Comentários desativados em O Quilombo de Candeia nos tempos idos de 2014

No primeiro capítulo, um apanhado histórico do surgimento do GRANES, desde a insatisfação com os rumos da Por tela na primeira metade da década de 1970 até o rompimento e a criação da “Nova Escola”, em 1975. No segundo capítulo, o foco passa para o período de luto da agremiação e a tentativa de manutenção das atividades que Candeia organizou. Já o terceiro capítulo versa sobre o GRANES Quilombo nos dias atuais.

Música e erudição: a interdição do acesso à música clássica

Música e erudição: a interdição do acesso à música clássica

Comentários desativados em Música e erudição: a interdição do acesso à música clássica

O presente trabalho pretende propor a reflexão sobre experiências interclassistas no meio da música clássica. Apesar de identificar apenas um período da história da música, o termo “música clássica” é o de mais fácil identificação do objeto por parte do público.

Nei Lopes em forma de arte

Nei Lopes em forma de arte

Comentários desativados em Nei Lopes em forma de arte

O presente estudo busca demonstrar a trajetória de Nei Lopes, carioca de Irajá, e sua relação com o samba, de maneira a investigar sua biografia, exemplificada por músicas representativas de determinados momentos, o processo de legitimação e consolidação do gênero musical paralelo à visão do compositor.

Lady Gaga: Desconstruindo o fenômeno

Lady Gaga: Desconstruindo o fenômeno

Comentários desativados em Lady Gaga: Desconstruindo o fenômeno

Pretende-se analisar a artista por diversos âmbitos: através do uso da tecnologia como forma de divulgar seu trabalho; a forma como se utiliza da moda e, por fim, a criação da personagem Lady Gaga, usando como parâmetro a construção de fenômenos musicais desde Madonna até os dias atuais. O foco principal será o surgimento de Gaga e a sucessão de fatos desencadeados por ela na indústria cultural e midiática.

Os temas discutidos nesse estudo – autenticidade, tecnologia e indústria cultural – acabam gerando questionamentos tais quais: Como classificar Lady Gaga no cenário cultural contemporâneo? Seu reconhecimento veio através do talento? Quais os atributos valorizados pela mídia para se tornar uma grande pop star? O avanço da Internet facilita ou prejudica o nascimento de verdadeiros artistas? O que tornou Lady Gaga este fenômeno mundialmente conhecido e aclamado pelo público? Qual é o papel do produtor cultural na construção de fenômenos como Lady Gaga?

Produção alternativa e o Rock in Rio: A inovação do fazer cultural nos anos 80

Produção alternativa e o Rock in Rio: A inovação do fazer cultural nos anos 80

Comentários desativados em Produção alternativa e o Rock in Rio: A inovação do fazer cultural nos anos 80

Esta é uma pesquisa dedicada ao estudo de jovens artistas que buscaram novas formas de produzir cultura nos anos 80, rompendo com determinado padrão, determinados a dialogar com sua geração, tratar de temas que os afligiam, que os interessavam, e que através do grau de profissionalismo que depositavam em seus trabalhos, fizeram sucesso, conquistaram o país e de certa forma, abriram as portas para uma nova forma de produção no país, sendo o Rock in Rio o nosso marco, na questão de inovação em matéria de evento no Brasil.
Busquei fazer uma comparação entre três tipos de produção: teatro, música e a Rádio Fluminense FM, que funcionava com a mesma dificuldade financeira, mas resistia pelo prazer ao trabalho que fazia.

O conceito de álbum como formato artístico para além dos suportes tecnológicos e reconfigurações do mercado fonográfico

O conceito de álbum como formato artístico para além dos suportes tecnológicos e reconfigurações do mercado fonográfico

Comentários desativados em O conceito de álbum como formato artístico para além dos suportes tecnológicos e reconfigurações do mercado fonográfico

Este trabalho tem por objetivo discutir o conceito de álbum fonográfico e que papel ele desempenhou no estabelecimento da indústria fonográfica, desde seu surgimento aos dias atuais. Para tanto, será exposta a história da formação da indústria do disco, como se deu o processo que levou ao estabelecimento e crescimento desta indústria, assim como sua importância na cultura popular. Serão abordados aspectos artísticos, sociais, econômicos e culturais da influência que o álbum fonográfico assumiu no cotidiano e as discussões sobre sua permanência ou não frente às últimas mudanças tecnológicas, que levaram à desmaterialização de seu suporte físico.

O Forró e os novos sentidos da identidade nordestina

O Forró e os novos sentidos da identidade nordestina

Comentários desativados em O Forró e os novos sentidos da identidade nordestina

Analisar o atual processo de formação e desenvolvimento da identidade regional nordestina será a função principal do trabalho. Para isso, traçar um paralelo entre as variações encontradas no gênero de maior representação da região torna-se o meio para se chegar às conclusões sobre a direção que a identidade em questão está tomando.

Indústria Fonográfica: A Percepção do novo e seu uso no caso Born this Way.

Indústria Fonográfica: A Percepção do novo e seu uso no caso Born this Way.

Comentários desativados em Indústria Fonográfica: A Percepção do novo e seu uso no caso Born this Way.

Esta pesquisa foi pensada para analisar a maneira como a indústria fonográfica adaptou-se ao novo modelo de consumo de música e a forma como essa indústria utiliza as ferramentas presentes nas redes sociais e plataformas on-line para divulgar os seus produtos. Essa pesquisa não visa trabalhar com definições sobre certos materiais, embora seja preciso explicar como funcionem, para que se entenda a idéia proposta, mas pretende analisar como tais instrumentos são usados e como se tornaram importantes para que os consumidores fossem alcançados após a reconfiguração de um modelo. Como estudo de caso, serão mostradas as estratégias e ações realizadas pela cantora Lady Gaga e sua gravadora, antes e durante o lançamento do seu álbum, Born this way.

A organização em rede dos Festivais Independentes de Música: um estudo de caso da ABRAFIN

A organização em rede dos Festivais Independentes de Música: um estudo de caso da ABRAFIN

1 comentário em A organização em rede dos Festivais Independentes de Música: um estudo de caso da ABRAFIN

O presente trabalho analisa a importância da Abrafin – Associação Brasileira de Festivais Independentes – no meio musical e sua formação sobre dois pontos de vista interligados. O primeiro utiliza as teorias desenvolvidas nas áreas da psicologia, sociologia e antropologia sobre a formação de Redes Sociais entre indivíduos para verificar como se deu a formação da Associação. O segundo, como a evolução da cadeia produtiva da música e suas alterações, com o surgimento das tecnologias da informação, vão favorecer a criação de redes entre os participantes da mesma, inclusive dos Festivais Independente de Música.

O entre o samba brasileiro e o jazz norte-americano. Transformações da música negra no Novo Mundo.

O entre o samba brasileiro e o jazz norte-americano. Transformações da música negra no Novo Mundo.

Comentários desativados em O entre o samba brasileiro e o jazz norte-americano. Transformações da música negra no Novo Mundo.

Este trabalho se apresenta como monografia de conclusão do curso de graduação em Produção Cultural, pela Universidade Federal Fluminense; pretendo com ele realizar uma coletânea de observações pessoais sobre desdobramentos musicais decorrentes da escravização e vinda dos negros africanos para terras americanas. É ainda uma análise baseada em experiências pessoais dos autores que figuram na bibliografia deste estudo, visto que não houve propriamente um trabalho de campo, apenas uma pequena vivência num vasto universo musical, que a minha modesta experiência como músico e ouvinte permitiu ao longo dos anos.

Nas linhas que seguem está descrita uma conclusão própria, porém concebida a partir do confronto de alguns pontos de vista diferentes, presentes em dissertações que abordam o pensamento musical ocidental e as origens musicais dos negros africanos. Sendo a América o local onde estes dois elementos diferentes, por vezes antagônicos, entraram em choque, a idéia é estudar os desdobramentos deste contato, em paralelo, reconhecendo semelhanças e discrepâncias, sobretudo no que diz respeito a como isso foi assentado no seio da cultura popular americana.

Desse modo, esta é uma tentativa de reunir conhecimento em torno de novos e antigos dados, culturais e históricos, sobre a saga da experiência musical negra na América, contada a partir das transformações causadas e sofridas por esta música no decorrer das décadas e séculos que se passaram desde sua chegada até a atualidade.

Posso dizer que busco, na música dos descendentes dos negros que vivenciaram a terrível experiência do cativeiro em uma terra completamente diferente da sua, uma história contada através de seu ponto de vista, o que, em minha hipótese, é algo que somente a música poderia expressar.