COMÉRCIO DA FAMA: Um panorama histórico sobre o fenômeno da celebridade

COMÉRCIO DA FAMA: Um panorama histórico sobre o fenômeno da celebridade

Comentários desativados em COMÉRCIO DA FAMA: Um panorama histórico sobre o fenômeno da celebridade

A partir da análise de textos produzidos por estudiosos da comunicação e da cultura,
esse trabalho tem o intuito de explorar o processo histórico responsável pela popularização do
conceito de celebridade. Utilizando discussões sobre a presença de características românticas
na sociedade atual, pretendemos compreender o impacto que a figura pública que chamamos
de celebridade exerce na sociedade. Suas influências em relação ao gosto e o comportamento
do indivíduo contemporâneo, inclusive na forma de se vestir, são alguns dos resultados
encontrados.
Apesar de não haver um senso comum sobre a forma como este fenômeno
contemporâneo surgiu, sua intensa relação com a indústria cultural é inegável. Este estudo
tem como objetivo refletir sobre a utilização que esta indústria faz dos conceitos de
autenticidade e celebridade no âmbito do cinema e da televisão, sempre relacionando ao
consumismo. Também faz parte desta pesquisa o mapeamento referente ao momento histórico
que iniciou esse processo, assim como sua ligação com o período romântico.
Uma análise sobre a história da sociedade nos leva a crer que as celebridades já
existem há alguns séculos, porém, a forma como são “produzidas” tem se modificado. Os
discursos envolvendo a autenticidade, desenvolvidos e exemplificados ao longo dos primeiros
capítulos, se estendem até as últimas páginas do presente trabalho. Para fins de conclusão
desta pesquisa, uma análise sobre a autenticidade e do que se entende por celebridade dentro
do universo chamado Big Brother Brasil é exposta ao leitor. Responsável por lançar
celebridades a cada edição, o programa é apontado aqui como expressão máxima do
“ordinário” e do comum na televisão brasileira. Como resultado, as trajetórias percorridas por
Grazi Massafera e Sabrina Sato ilustram uma característica já conhecida deste reality show:
trabalhar a imagem dos participantes e lança-los na indústria do entretenimento, seja através
de uma carreira temporária ou mais uma duradoura.

VILA MIMOSA: O lugar que não estava lá

VILA MIMOSA: O lugar que não estava lá

Comentários desativados em VILA MIMOSA: O lugar que não estava lá

O presente estudo vem expor um recorte da remoção da Vila Mimosa, zona de
prostituição do Rio de Janeiro, da Cidade Nova e sua posterior instalação, na Rua
Sotero dos Reis, na Praça da Bandeira e de que modo o estabelecimento de uma
área de prostituição impacta a comunidade que a recebe. Para realização da
pesquisa foram utilizados como referenciais teóricos autores que desenvolveram
conceitos e métodos de estudos culturais e antropologia urbana. A pesquisa de
campo e vivência do pesquisador na cartografia do encontro entre quem já estava lá
e quem chegou possibilitou a captura de depoimentos que apontam para um retrato
do comportamento desta comunidade e de como se conjugam as identidades antes e
depois da instalação da zona de prostituição na localidade em questão.

Folia em ordem: uma análise do Carnaval de Rua contemporâneo na cidade do Rio de Janeiro

Folia em ordem: uma análise do Carnaval de Rua contemporâneo na cidade do Rio de Janeiro

Comentários desativados em Folia em ordem: uma análise do Carnaval de Rua contemporâneo na cidade do Rio de Janeiro

Tendo os blocos de carnaval da Zona Sul e Centro do Rio de Janeiro como
objeto, buscamos responder às seguintes questões ao longo dos capítulos: por quê e
como se dá a retomada do carnaval de rua na cidade? Qual é a conjuntura desta
retomada? Quais características os blocos apresentam? Eles incorporam elementos de
uma identidade cultural? Como os blocos se relacionam com a cidade do Rio de
Janeiro? E como a cidade dá conta deste fenômeno cultural?

A festa de São Jorge: uma observação participante do culto ao santo no subúrbio carioca

A festa de São Jorge: uma observação participante do culto ao santo no subúrbio carioca

Comentários desativados em A festa de São Jorge: uma observação participante do culto ao santo no subúrbio carioca

A proposta deste trabalho tem como objeto de estudo a festa de são Jorge,
realizada no bairro de Quintino Bocaiúva, o rito, o culto e o bem simbólico através
das relações sociais de proximidade que ela produz no espaço físico da Igreja e
suas imediações.

CANDOMBLÉ CULTURA VIVA: Impacto político e cultural na formação da sociedade brasileira

CANDOMBLÉ CULTURA VIVA: Impacto político e cultural na formação da sociedade brasileira

Comentários desativados em CANDOMBLÉ CULTURA VIVA: Impacto político e cultural na formação da sociedade brasileira

O presente trabalho tem o objetivo de buscar o entendimento do candomblé para além da religião, ou seja, como uma expressão cultural autentica que colaborou e continua influenciando a formação cultural brasileira. Percebendo que se faz necessário uma aproximação do fazer com o universo acadêmico, o estudo visa proporcionar ás pessoas que possuem algum interesse a respeito do assunto um conhecimento teórico, discutindo temas abordados pelo antropólogo Pierre Fatumbi Verge na década de 1950 e contrapondo com um trabalho de campo no terreiro Ilê àse obá Barú.

UM BUMBA-BOI CARIOCA: Memória e Identidade Maranhense em Parada de Lucas

UM BUMBA-BOI CARIOCA: Memória e Identidade Maranhense em Parada de Lucas

Comentários desativados em UM BUMBA-BOI CARIOCA: Memória e Identidade Maranhense em Parada de Lucas

O presente trabalho traz uma análise sobre a memória e a identidade cultural do grupo Associação Folclórica Bumba-meu-boi Brilho de Lucas, formado por migrantes maranhenses residentes no município do Rio de Janeiro desde as décadas de 1970 e 80. O grupo realiza há mais de 25 anos a festa do bumba-boi no bairro de Parada de Lucas, zona norte da cidade, sempre no período junino. A pesquisa irá analisar os seguintes aspectos: os ancoradouros da memória do grupo em relação à terra natal e a constituição de sua memória coletiva, fundamental para a continuidade da festa e do grupo; a manutenção de uma identidade cultural maranhense na cidade do Rio de Janeiro; a articulação do Brilho de Lucas com outros grupos de migrantes realizadores de manifestações da cultura popular maranhense na cidade.

A experiência multicultural e a produção coletiva de identidade

A experiência multicultural e a produção coletiva de identidade

Comentários desativados em A experiência multicultural e a produção coletiva de identidade

O caso aqui mostrado em forma de monografia representa um breve relato sobre a minha experiência profissional a bordo de navios do tipo transatlântico intercambiando passageiros entre países e continentes com o uso de tripulação culturalmente diferenciada que, a despeito dessa diversidade, convive e interage de forma respeitosa e harmônica, sendo responsável pela construção de uma ambiência cultural nova na qual está inserida.

SER-TÃO mulher: caminhos do olhar e outras perspectivas sobre a sertanidade

SER-TÃO mulher: caminhos do olhar e outras perspectivas sobre a sertanidade

Comentários desativados em SER-TÃO mulher: caminhos do olhar e outras perspectivas sobre a sertanidade

O trabalho reflete acerca do entendimento de Sertão, do regional ao existencial, ampliando sua compreensão — colocando-o como espaço-enigma — a fim de discutir suas referências no imaginário social. Ao constatar a dominação de aspectos, personagens e ofícios masculinos em suas principais representações, compreendem-se os motivos que levaram à construção de uma identidade de gênero atrelada à região.

A Indústria do Turismo e a apropriação e exploração de identidades locais: o caso “Favela Tour”

A Indústria do Turismo e a apropriação e exploração de identidades locais: o caso “Favela Tour”

Comentários desativados em A Indústria do Turismo e a apropriação e exploração de identidades locais: o caso “Favela Tour”

O presente trabalho analisa a Indústria do Turismo como instrumento não só de exploração das identidades culturais locais, mas também em seu aspecto “criador” de identidades, já que o mesmo tem o poder tanto de colocar em evidência quanto de ocultar determinados aspectos da cultura local.