CINEMA DIGITAL E DEMOCRACIA DA PRODUÇÃO NA SÉTIMA ARTE

CINEMA DIGITAL E DEMOCRACIA DA PRODUÇÃO NA SÉTIMA ARTE

Comentários desativados em CINEMA DIGITAL E DEMOCRACIA DA PRODUÇÃO NA SÉTIMA ARTE

A presente monografia procura levantar algumas questões específicas sobre a transição do cinema em película para o cinema digital, conforme sua influência na cinematografia brasileira. É considerada relevante para o trabalho a análise do filme “Apenas o fim”, do cineasta Matheus Souza, filmado totalmente em mídia digital, tendo como eixo central da reflexão o processo de produção, distribuição e exibição da obra. Levanta-se com isso, a discussão em torno da democratização da produção na sétima arte, tentando-se compreender como tal evento se reflete na produção nacional e quais as mudanças e possibilidades na distribuição e exibição dos filmes digitais.

Projeto Cineclube luzes da cidade

Projeto Cineclube luzes da cidade

Comentários desativados em Projeto Cineclube luzes da cidade

O presente trabalho apresenta a proposta para realização do projeto Cineclube Luzes da
Cidade. O dossiê que precede o projeto visa conhecer e analisar a população de rua e as
ferramentas principais que compõem o projeto: o vídeo participativo e o cineclube, como
práticas de imputação de sentido. No projeto em si são expostas as estratégias para viabilizar a
realização de todas as etapas do processo de produção.

O Cinema Alemão e o Projeto Nazista

O Cinema Alemão e o Projeto Nazista

Comentários desativados em O Cinema Alemão e o Projeto Nazista

O presente trabalho visa analisar como se deu a relação entre cinema e política no contexto do III Reich, tendo em vista a importância que o cinema de propaganda assumiu na disseminação da ideologia nazista. Articulando conceitos e teóricos da área de ciências sociais, o trabalho possibilita o entendimento acerca das motivações que levaram o Partido Nazista, liderado por Adolf Hitler, a adotar a sétima arte como principal arma de propaganda política e de que maneira ele o fez.

Produção Cinematográfica Brasileira: Antagonismos e aproximações entre os modelos de produção tradicional e informal

Produção Cinematográfica Brasileira: Antagonismos e aproximações entre os modelos de produção tradicional e informal

Comentários desativados em Produção Cinematográfica Brasileira: Antagonismos e aproximações entre os modelos de produção tradicional e informal

A produção cinematográfica brasileira possui oposições entre os dois modos principais de realização de um filme. Podemos classificar o primeiro como modelo independente de produção – no qual o autor é o protagonista em oposição ao modelo tradicional de produção cinematográfica, voltada para o mercado – no qual o produtor é quem toma as rédeas do filme. O curta-metragem Di-Cavalcanti é uma produção de 1977, dirigido por Glauber Rocha, exemplo das inovações da produção independente de filmes no Brasil na segunda metade do século.O estudo de caso do curta-metragem proposto
nesse trabalho perpassa a análise do filme Di-Cavalcanti e submerge em um tema mais amplo que é a produção cinematográfica brasileira, tanto o modelo tradicional da Cinédia, Atlântida e Vera Cruz quanto o modelo utilizado pelo movimento cinemanovista brasileiro.

O simbolismo da cor como caracterização de um espaço centrado na idéia do corpo em Amarelo Manga

O simbolismo da cor como caracterização de um espaço centrado na idéia do corpo em Amarelo Manga

Comentários desativados em O simbolismo da cor como caracterização de um espaço centrado na idéia do corpo em Amarelo Manga

O presente trabalho tem como centro uma análise do filme Amarelo Manga de Claudio Assis em que a cor assume papel fundamental não apenas na construção do universo imagético, como na simbolização e caracterização de um espaço que, em última instância, tentar-se-á mostrar nesse trabalho como o espaço perimetral do corpo em analogia ao recorte visual que declara com o próprio filme.

Ponto Cine – um cinema além da tela

Ponto Cine – um cinema além da tela

Comentários desativados em Ponto Cine – um cinema além da tela

Este trabalho pretende mostrar a experiência e a singularidade da sala de cinema Ponto Cine diante do mercado de salas de exibição. Para isso, apresentaremos o mercado de salas de exibição e sua configuração atual. Também detalharemos a sala de cinema Ponto Cine, os projetos desenvolvidos e qual a sua diferenciação perante o mercado. O perfil profissional de Adailton Medeiros, idealizador do Ponto Cine nos mostrará a importância do profissional cultural para os resultados positivos de um empreendimento cultural.

A Indústria Cinematográfica e o Turismo – representações culturais da cidade-destino

A Indústria Cinematográfica e o Turismo – representações culturais da cidade-destino

Comentários desativados em A Indústria Cinematográfica e o Turismo – representações culturais da cidade-destino

Este estudo é resultado de uma pesquisa bibliográfica que objetivou analisar a interação entre turismo cultural e a indústria cinematográfica, sinalizando suas consequências, positivas e negativas. A partir de conceitos como turismo e cultura, são traçados os principais pontos do turismo cultural e suas vertentes, revendo o próprio conceito de turismo cultural. O trabalho apresenta também os indicativos do impacto do cinema em uma cidade-destino, ressaltando características que incentivem o turismo cinematográfico, relacionando o mesmo com o espaço urbano e seus patrimônios. Num segundo momento, é analisado o estudo de caso da cidade de Londres, apresentando suas diretrizes, iniciativas e panorama em relação ao incentivo do turismo por meio do cinema.