O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

Comentários desativados em O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

O Estudo do Modelo Educacional Atual pela Perspectiva da Filosofia da Diferença é um projeto que busca, através de pesquisa e trabalho de campo, compreender como o ambiente educacional desenvolve seu trabalho com a educação infantil. Não apenas criticar, como suscitar questões e possíveis diretrizes, que visem à criatividade, meios de expressão autônomos, ou seja, dentro das multiplicidades, priorizar desejos, diferenças e aptidões. Acender logo na infância a percepção da importância de saber argumentar, produzir e escolher, possibilitando adultos com espírito crítico e com desejo de participação ativa na sociedade.

Para desenvolver e possibilitar estes ideais serão propostas diretrizes, e principalmente através da inserção de práticas culturais ao trabalho pedagógico, favorecer a conexão de idéias, estímulo a capacidade de intervenção, criação e compreensão. Isto porque as práticas culturais encaminham a formação de gostos, personalidade, percepção, trabalho em equipe, imaginação, observação e raciocínio, proporcionando um novo olhar as disciplinas não mais como locais de absorção, mas sim de reflexão e expressão.

A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

Comentários desativados em A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

A presente dissertação visa apresentar elementos que contribuam para a discussão sobre a relação existente entre Sociedade X Tempo X Trabalho. Para isso, primeiramente são apresentados conceitos, dados de pesquisas e opiniões de alguns autores sobre cada um dos elementos dessa relação. As músicas também são utilizadas como auxiliadora para entender o olhar da coletividade sobre o tema proposto. Depois de expostas as considerações de cada um desses elementos, a relação em si começa a ser analisada: Como a sociedade contemporânea e seus participantes se relacionam com o tempo e o trabalho? O tempo destinado ao trabalho é muito ou é pouco? Como o uso do tempo e a dedicação ao trabalho podem influenciar a vida pessoal e social do homem contemporâneo? Há limites?