Revista, Broadway e Rio de Janeiro. Desafios e conquistas do mercado contemporâneo dos musicais cariocas

Revista, Broadway e Rio de Janeiro. Desafios e conquistas do mercado contemporâneo dos musicais cariocas

Comentários desativados em Revista, Broadway e Rio de Janeiro. Desafios e conquistas do mercado contemporâneo dos musicais cariocas

O casamento entre música e teatro no Brasil remete diretamente ao teatro de revista, um gênero alegre e irreverente que dominou os palcos cariocas desde o final do século XIX. Sua história encontra eco atualmente no gênero do teatro musical, que desde 2001 vem passando por um grande processo de evolução técnica e artística. Hoje o Rio de Janeiro é um polo na produção de musicais, tendo como grande destaque os espetáculos Tim Maia – Vale Tudo, O Musical, O Mágico de Oz e Rock in Rio – O Musical, todos contemporâneos e ao mesmo tempo tão diferentes entre si. O mercado dos musicais é um terreno fértil de criação e negócios, já alcançou muitas conquistas, mas ainda possui desafios a superar.

De Walter Pinto a Claudio Botelho e Charles Möeller: A retomada do teatro de revista no Século XXI

De Walter Pinto a Claudio Botelho e Charles Möeller: A retomada do teatro de revista no Século XXI

Comentários desativados em De Walter Pinto a Claudio Botelho e Charles Möeller: A retomada do teatro de revista no Século XXI

O Teatro de revista foi um gênero teatral que marcou a década com jeito irreverente de tratar os temas cotidianos da sociedade brasileira. Este período foi marcado por grandes diretores, mas o que mais se destacou foi Walter Pinto. Walter Pinto conseguiu inovar a cena teatral da época através de suas “ideias grandiosas”. Este período entrou em decadência e somente depois em meados do século XXI houve uma retomada nesse sentido. Representado pela dupla Claudio Botelho e Charles Möeller essa retomada foi grandiosa e espetacular, exemplificado na montagem chamada Sassaricando – E o Rio inventou a marchinha.