Vendendo vinhos sem garrafas: As novas tecnologias na fruição do produto cultural

Vendendo vinhos sem garrafas: As novas tecnologias na fruição do produto cultural

Comentários desativados em Vendendo vinhos sem garrafas: As novas tecnologias na fruição do produto cultural

O trabalho trata a relação entre produtos culturais e tecnologia, como a tecnologia interfere no comportamento cultural e na forma de consumo da cultura. Para isso, perpasso por questões como a Modernidade Industrial , do meio como suporte, do ato mediado pelo aparelho e consequentemente da nova experiência do tempo e espaço, a qual alterou o estado perceptivo do ser humano A vida associada a novas experiências tecnológicas gerou novos modos de fazer , perceber e de pensar a Cultura.

Temas como as angústias do tempo de hoje perante a Industrialização e o aparecimento

de tecnologias novas que alteram socialmente o comportamento humano serão abordados. O “aparato tecnológico” faz emergir uma nova consciência. A partir dos anos oitenta a experiência do virtual ganha novas proporções. Defrontamo-nos com um novo impacto da técnica: o Digital, o Ciber, a Internet, o World Wide Web que proporcionam mudanças de paradigmas técnicos, tecnológicos e comerciais e reformulam o sistema capitalista abrindo espaço para um novo modelo de negócios.

O uso da tecnologia pela cultura e o uso da cultura pela tecnologia tornou-se um binômio dos dias atuais, isso por que, a troca entre ambos é tão comum no dia-dia que sua importância passou a ser primordial na construção de identidade contemporânea. Destaca-se as implicações socioculturais do cotidiano diante de uma sociedade do conhecimento, cada vez mais cercada pelas novas tecnologias e pela inovação contínua. A reflexão parte da importância e do papel, cada vez maior, que a tecnologia tem na forma de lidar com a fruição do produto cultural.

Cultura em Niterói. Uma análise da política cultural no município entre 2006-2008

Cultura em Niterói. Uma análise da política cultural no município entre 2006-2008

Comentários desativados em Cultura em Niterói. Uma análise da política cultural no município entre 2006-2008

O trabalho em questão pretende desenvolver uma análise comparativa a partir do estudo de caso das políticas culturais de descentralização e democratização ao acesso à cultura, implementadas pela Secretaria Municipal de Cultura / Fundação de Arte de Niterói entre os anos de 2006 e 2008, estabelecendo um paralelo entre teoria e prática. Levando ainda em consideração, como um apanhado geral, cronologias históricas da relação entre política e cultura e a identificação da execução de políticas culturais por parte do Estado em diferentes momentos do contexto brasileiro.

O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

Comentários desativados em O estudo do modelo educacional atual pela perspectiva da diferença

O Estudo do Modelo Educacional Atual pela Perspectiva da Filosofia da Diferença é um projeto que busca, através de pesquisa e trabalho de campo, compreender como o ambiente educacional desenvolve seu trabalho com a educação infantil. Não apenas criticar, como suscitar questões e possíveis diretrizes, que visem à criatividade, meios de expressão autônomos, ou seja, dentro das multiplicidades, priorizar desejos, diferenças e aptidões. Acender logo na infância a percepção da importância de saber argumentar, produzir e escolher, possibilitando adultos com espírito crítico e com desejo de participação ativa na sociedade.

Para desenvolver e possibilitar estes ideais serão propostas diretrizes, e principalmente através da inserção de práticas culturais ao trabalho pedagógico, favorecer a conexão de idéias, estímulo a capacidade de intervenção, criação e compreensão. Isto porque as práticas culturais encaminham a formação de gostos, personalidade, percepção, trabalho em equipe, imaginação, observação e raciocínio, proporcionando um novo olhar as disciplinas não mais como locais de absorção, mas sim de reflexão e expressão.

A distribuição digital e a Indústria Fonográfica Brasileira

A distribuição digital e a Indústria Fonográfica Brasileira

Comentários desativados em A distribuição digital e a Indústria Fonográfica Brasileira

O presente trabalho busca entender a influência das tecnologias digitais no mercado musical, e analisar as propostas de ação brasileiras frente à estrutura em modificação da cadeia produtiva da música, com foco nas formas de distribuição de conteúdo. Partindo das idéias apresentadas por três pensadores das tecnologias digitais (Chris Anderson, Henry Jenkins e Manuel Castells) e de quatro entrevistas realizadas com representantes de diferentes setores da indústria fonográfica brasileira (Bruno de Marchi, Gian Uccello, Hervé Muyal e Luciana Pegorer), pretende se criar um panorama do mercado digital de música no Brasil, discutindo suas possibilidades e limitações. Além disso, o trabalho busca discutir questões relacionadas aos sistemas de filtragem de conteúdo no mercado musical e a fragmentação de nichos, sempre com foco na relação entre consumidor e indústria.

A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

Comentários desativados em A relação Sociedade X Tempo X Trabalho

A presente dissertação visa apresentar elementos que contribuam para a discussão sobre a relação existente entre Sociedade X Tempo X Trabalho. Para isso, primeiramente são apresentados conceitos, dados de pesquisas e opiniões de alguns autores sobre cada um dos elementos dessa relação. As músicas também são utilizadas como auxiliadora para entender o olhar da coletividade sobre o tema proposto. Depois de expostas as considerações de cada um desses elementos, a relação em si começa a ser analisada: Como a sociedade contemporânea e seus participantes se relacionam com o tempo e o trabalho? O tempo destinado ao trabalho é muito ou é pouco? Como o uso do tempo e a dedicação ao trabalho podem influenciar a vida pessoal e social do homem contemporâneo? Há limites?