Arte e valor: considerações sobre o objeto de arte como mercadoria

Arte e valor: considerações sobre o objeto de arte como mercadoria

Comentários desativados em Arte e valor: considerações sobre o objeto de arte como mercadoria

Ao longo do século vinte, o campo das artes visuais sofreu inúmeras transformações
tanto na maneira de se produzir e pensar o objeto artístico, quanto sua
comercialização e absorção por parte do público. O objeto de estudo deste trabalho
consiste na análise da criação artística em três períodos distintos, nos quais há um
estreitamento entre a concepção do produto artístico, pleno de simbolismo, e a
noção de mercadoria. O primeiro momento analisado discorre sobre a obra de
Marcel Duchamp, primordialmente, os readymades. Em um segundo instante, são
analisadas artistas e obras da década de 1960, partindo dos movimentos Pop Art e
Conceitualismo, período em que a barreira entre arte e vida é rompida. A última
etapa explorada é a arte feita sobretudo nos anos 1990 até os dias de hoje. Artistas,
como Damien Hirst e Ai Weiwei são citados como expoentes da visão produtivista e
globalizada do sistema de arte na contemporaneidade. Esse estudo ambiciona
avaliar a relação do artista e sua inserção em redes e instâncias de consagração,
juntamente com a manipulação econômica do objeto artístico como um signomercadoria.

Music Branding. Estratégias musicais no meio empresarial

Music Branding. Estratégias musicais no meio empresarial

Comentários desativados em Music Branding. Estratégias musicais no meio empresarial

O objetivo geral do trabalho é apresentar o music branding e as estratégias possíveis que uma empresa que presta esse serviço pode desenvolver. Os objetivos específicos são: entender o que é o música, bem como sua importância e funções; atentar para a evolução do modo de escuta, do fonógrafo ao mp3; compreender a evolução e valor de marca; compreender o comportamento do atual consumidor; esclarecer o que é branding, assim como sua ramificação – o branding sensorial; compreender a importância do music branding; classificar as estratégias possíveis; relatar exemplos de empresas que utilizam música estrategicamente como forma de comunicação e, por fim, analisar minha experiência na Radio Ibiza, uma das maiores empresas de music branding do pais.